segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

vê que o amor pode ser dito inversamente à sua potência

“Nos olhos do menino o estupor porque ela não olha mais para nada, porque sua mão não se fechou sobre a dele, não segurou, como se não acontecesse nada. No quarto escuro nada mais aconteceu. Tudo seria possível pela chegada de uma só palavra que eu não sei escrever e que diria da inteligência indefinidamente aproximativa desse desespero. O menino vê que está além de suas forças compreender isso, ele a olha, vê que o amor pode ser dito inversamente à sua potência, retirar-se de si mesmo e se calar mais violentamente que se dissesse.”

(Marguerite Duras in: O verão de 80. Ed. Record, p. 95-96)

15 comentários:

  1. Interessante, calar-se... acho que os pombinhos hoje precisavam aprender isso...

    ResponderExcluir
  2. o silencio pode ser avassalador..
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Profundo Vanessa. Eis aí uma lição pra todos nós.

    ResponderExcluir
  4. Texto magnífico!
    Muitas vezes, no calar-se, aprende-se (e vive-se) muito mais.

    ResponderExcluir
  5. Calar-se, talvez a forma de anular todos os problemas? Lembrei deste trecho:...quão repleta de castigos seja a sentença, eu sou o dono do meu destino, eu sou o capitão da minha alma" William Ernst Henley (1849-1903)

    ResponderExcluir
  6. "Uma palavra só
    Pode tudo perder para sempre...
    E é tão puro o silêncio agora!"

    (Mario Quintana)


    Adorei o blog. Estarei sempre por aqui.

    Beijo. :)

    ResponderExcluir
  7. A retirada que o silêncio repesenta, amputando palavras e meias verdades, destronando a razão e dando espaço ao império da emoção.

    ResponderExcluir
  8. O silêncio deve ser empregado na hora certo para ter o efeito desejado, senão, pode ser desastroso

    ResponderExcluir
  9. "Retirar-se de si mesmo."

    tô precisando.

    ResponderExcluir
  10. Esse silêncio é, muitas vezes, a melhor opção.

    ResponderExcluir
  11. Um minuto de SILÊNCIO para este post!
    porque diz muito mais...

    :)

    ResponderExcluir
  12. A imagem do Kurt Cobain foi uma escolha melancolicamente perfeita para esse fragmento.

    Estou certo de que, pra ele, a letra "L" da palavra "falta" foi deslocada duas letras à direita.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now