domingo, 6 de fevereiro de 2011

a memória infernal do que não chega a acontecer


Ela diz que é o contrário, que não pode esquecê-lo. Que uma vez que nada se passa entre eles, permanece a memória infernal do que não chega a acontecer.”

(Marguerite Duras in: Olhos azuis, cabelos pretos. Ed. Círculo do Livro, p. 30)

23 comentários:

  1. e a dor do que poderia ter sido.. por vezes corrói..
    beijos

    ResponderExcluir
  2. A memória do que não aconteceu é terrivelmente mais perniciosa do que a do que aconteceu: na constituição dela as fantasias ocupam lugar proeminente.

    ResponderExcluir
  3. Essa pode ser a pior das memórias, pois, se não for rejeitada duramente, nunca morre.

    ResponderExcluir
  4. A memória do que não foi só se apagará depois de ter sido.
    http://mary-paes.blogspot.com (poemas, frases e outras divagações))
    beijinhus menina :)

    ResponderExcluir
  5. Essa memória é a pior....


    bjo!



    Zil

    ResponderExcluir
  6. imaginar o que poderia ser e não foi é tão triste! Mas as dores podem ser superadas.

    ResponderExcluir
  7. Amo esse filme... Essa imagem é linda, uma das mais belas do cinema, Wim Wenders né...
    Essa memória do que não aconteceu fica escondida debaixo da pele, como algo que não sentimos com o tato, mas nossa alma lembra.

    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  8. Totalmente visceral este tipo de memória!
    Permanecerá latente até acontecer,mas a questão é quando acontecer!
    Adoro, ótimo domingo para voce minha luz!

    ResponderExcluir
  9. É verdade. a memória do que não aconteceu fica tatuada em nossas mentes mais do que aquilo que nos aconteceu.
    Adorei, Vanessa!bjs

    ResponderExcluir
  10. Ler já dói... que dirá sentir!

    oh, vida!

    :)

    ResponderExcluir
  11. Algumas vezes nós blogueiros de plantão postamos coisas e sentimentos que passam no momento da nossa vida.

    Algum beijo que não foi além?! Algum breve ficar que não se tornou um namoro?! Algum namoro que não atingiu o casamento?!
    O que se passa Vanessa?

    http://detrasdarealidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. É como ter saudade daquilo que não se teve.

    bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  13. A dor de nunca ter sido é a mesma da saudade de algo que nunca tivemos.

    ResponderExcluir
  14. Essas memórias são as mais triste. ter e não ter. :s

    ResponderExcluir
  15. baita esse livro, né? adorei lê-lo.

    bjs

    ResponderExcluir
  16. É, repito isso com certa freqüência...
    Beijos meus

    ResponderExcluir
  17. Essa expectativa do que se quer e poderia ter sido é cruel e avassaladora.

    ResponderExcluir
  18. Li esse livro há muitos anos. Fininho, com uma capa sem graça...Acabou todo rabiscado e perdido por aí. Esse trecho é lindo.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now