terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

sensação de vento no rosto


“- Você está diferente.
- Estou – ela concordou. – Tenho muita saudade de mim mesma, da sensação de vento no rosto, aquela sensação que só a paixão produz.”
                                                                                      
(Maria Adelaide Amaral in: Aos meus amigos. Ed. Siciliano, p. 52)

17 comentários:

  1. Não tô com saudade disso, ou não preciso, haha. Ambíguo...

    ResponderExcluir
  2. A URL do meu blog mudou viu?
    Agora é: http://bytanianeves.blogspot.com

    Tatazinha (Blog Mais de Mim)

    ResponderExcluir
  3. Essa sensação que a paixão produzir é algo inconfundível e inesquecível.
    Linda postagem Vanessa.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. "A inquieta voz do vento que me chama" (Mario Quintana)

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  5. Perfeita citação.

    Sensação ruim é aquela que temos, quando nos perdemos no caminho, essa doi...

    Verônica

    ResponderExcluir
  6. Não podemos evitar o vento no rosto e o tapa na cara... São duas coisas que, procurando ou não, sempre vamos nos deparar com elas!

    ResponderExcluir
  7. Me entristece ler textos destes..me recorda de que por vezes ultrapassar o fim é terrivel..bjs

    ResponderExcluir
  8. a paixão produz vento no rosto, essa é boa

    rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Vento no rosto é legal, paixão então, nem se fala...

    ResponderExcluir
  10. bento no rosto e borboletas no estômago...

    ResponderExcluir
  11. o vento no rosto?com o cabelo preso, por certo :)

    ResponderExcluir
  12. è por isso que me apaixonei por Coldplay.Ouvir as músicas me dão essa sensação.

    ResponderExcluir
  13. Eu vivo com essa saudade...

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now