quinta-feira, 24 de março de 2011

Virginia Woolf - e a leitura


Albert Bertalan
“Ler é como abrir a porta a uma horda de rebeldes que vêm contra si e o atacam em vinte sítios diferentes (...) nada é mais triste do que abrir a porta e não ver ninguém.”

(Virginia Woolf)

14 comentários:

  1. Sim... a sensação do vazio quase sempre nos destrói.
    Lindo isso!
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Ler nos alça voo pelo mundo do faz-de-conta ou nos faz mergulhar nas coisas mesmas do mundo e da ciência.

    ResponderExcluir
  3. Ler é também como abrir vários mundos diferente!

    ResponderExcluir
  4. Ler é assim, emoção presente em cada palavra!

    Bjaum flor.*.*.

    meninasegredos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. que lugar bonito esse aqui,

    posso me achegar ainda mais?

    ResponderExcluir
  6. Felizmente faz tempo que isso não me acontece, mas já me deparei com leituras que eram uma porta vazia. Alguns autores continuam sendo aquelas crianças que tocam a campanhia e correm, rs.

    ResponderExcluir
  7. O bom de uma narrativa é a imprevisibilidade!

    ResponderExcluir
  8. pior ainda é não ter porta... ou não a saber abrir.
    beijos!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now