terça-feira, 22 de março de 2011

Das vulnerabilidades - Philip Roth

Elegy
"Ora, sou muito vulnerável à beleza feminina, como você sabe. Todo mundo se torna indefeso diante de alguma coisa, e no meu caso é isso. Diante de uma mulher bonita, não enxergo mais nada."

(Philip Roth in: O animal agonizante. Ed. Companhia das Letras, p. 9-10)

9 comentários:

  1. Sir Philip,

    Tenho que concordar, somos homens indefesos perante à beleza feminina... hahahahaha

    http://detrasdarealidade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá! gostei muito dos seus textos, encontrei seu blog
    nua lista de um amigo, já sou seu seguidor.

    E adorei o desgner do seu cantinho, bastante agradável.
    Com certeza irei ler belas artes.

    Já estou colocando em meu blog, um direcionamento do seu
    link (na lista de blogs parceiros) para que através de
    suas atualizações eu esteja te acompanhado.

    Luz na sua vida.
    http://Umguiadecomoviverbem.blogspot.com

    "Antônio Henrique"

    ResponderExcluir
  3. "Diante de uma mulher bonita, não enxergo mais nada." - e inteligente, eu acrescentaria.

    ResponderExcluir
  4. Passando para deixar uma pequena reflexão:

    "A vida é uma peça de teatro, que não permite ensaios. Por isso, cante, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."

    Fique na paz!!!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now