domingo, 13 de março de 2011

aquela capacidade de gostar das coisas


Não queria tirar o entusiasmo de Karen, podia vê-lo em seu rosto que se iluminava. Acho que era isso que eu tanto gostava nela, aquela capacidade de gostar das coisas, aquele brilho que surgia nos momentos mais inesperados.”

(Carola Saavedra in: Paisagem com dromedários. Ed. Companhia das Letras, p. 75)

12 comentários:

  1. E é bom ter nas adversidades, alog que possa nos impressionar e inspirar, nos puxando para o lado bom das coisas!

    Otímo domingo ;*

    ResponderExcluir
  2. E quando a gente não quer magoar
    acabamos nos magoando...

    ResponderExcluir
  3. esse brilho de gostar das coisas é assim como que espécie de perífrase de paixão, verdade?
    beijos!

    ResponderExcluir
  4. A paixão tem dessas coisas também. De fazer a gente gostar de tudo. Com um brilho diferente.
    Amei a foto.

    ResponderExcluir
  5. Tem um presente pra você no meu blog:

    http://meninasegredos.blogspot.com/2011/03/meu-selo-agradecimento.html

    Se gostar e aceitar, comente!

    Bjaum.*.*.

    ResponderExcluir
  6. Passei por aqui para avisar que deixei um selinho pra você no meu Blog...não nescessario seguir nenhuma regra, e que ADORO o seu Blog!
    http://palavraspelocaminho.blogspot.com/2011/03/selinho.html

    ResponderExcluir
  7. Ah Carola, esse brilho tão raro, apaixona a todos...

    ResponderExcluir
  8. Capacidade de gostar das coisas e se iluminar com isto. Reação que devia ser mais comum do que realmente é.
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  9. Gosto de pessoas assim, mas gosto ainda mais daquelas que mesclam tudo isso com escuridão, melancolia e dor de viver.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now