domingo, 27 de março de 2011

não se acha tesouro à toa - Clarice L.


“Eu bem quis lhe avisar que não se acha tesouro à toa. Mas olhando-o, desanimei: faltava-me a coragem de desiludí-lo.”

(Clarice Lispector. Conto: Os desastres de Sofia)

10 comentários:

  1. Uma bela obra desta senhora Clarice.
    A sagacidade de Sofia nos remete a grandes reflexões...
    Abraços menina.

    Adoro as citações que semeia nestas páginas.

    ResponderExcluir
  2. É.. tesouros assim como grandes amores não se acham a toa!
    Beijos no coração

    =)

    ResponderExcluir
  3. mais um post lindo dos tantos por aqui.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. É preciso muito trabalho pra achar tesouro verdadeiros, plantar um caminho inteiro...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. É preciso força para decepcionar e nem sempre vale a pena.
    Um grande bj querida amiga

    ResponderExcluir
  6. Dos meus contos prediletos, claro.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Vanessa!! Quanto tempo não venho aqui!
    Gosto desse conto ...
    o pior é quando a gente fica com pena de desiludir a gente mesmo, e não nos contamos a verdade,
    mesmo sabendo que ela está lá
    beijo!!

    ResponderExcluir
  8. "está escondido onde menos se espera que é só descobrir" (Sofia da Clarice)

    Também amo esse conto!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now