segunda-feira, 21 de junho de 2010

que instante terrível é esse que marca o salto


"O tempo, o tempo, esse algoz às vezes suave, às vezes terrível demônio, absoluto, conferindo qualidade à todas as coisas. É ele ainda hoje e sempre quem decide. E por isso que me curvo cheio de medo, e erguido em suspense me perguntando qual o momento, qual o momento preciso da transposição? Que instante, que instante terrível é esse que marca o salto, que massa de vento, que fundo de espaço concorre para levar ao limite, o limite em que as coisas já desprovidas de vibração deixam de ser simplesmente vida na corrente do dia a dia, para ser vida dos subterrâneos da memória".

(Do filme: Lavoura Arcaica, inspirado na obra de Raduan Nassar)

4 comentários:

  1. menina que post perfeito!
    me encontrei nas palavras...
    "E por isso que eu corro cheio de medo"
    ...qual será o momento certo?!

    beiijo
    *.*

    ResponderExcluir
  2. Possa ser terrível quanto for este instante; não importa: pule!

    ResponderExcluir
  3. Vou ter que assistir de novo este filme...

    Não me recordava disso..rsr..deve ser a idade chegando..rsrsr

    ResponderExcluir
  4. o tempo está atrasado para mim há 28 anos.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now