quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

e queria arriscar ou simplesmente não queria


“Luísa sabia que Alexandria era apenas uma referência comum entre tantas referências comuns que construímos. Mas Luísa não sabia se eu brincava ou falava sério e queria arriscar ou simplesmente não queria, a não ser por alguns momentos, considerar minha proposta de fuga. E desligava antes de mim, não sem antes dizer alguma obscenidade, o que sempre despertava meu desejo, tão grande quanto a impossibilidade de satisfazê-lo naquele instante. Não porque Luísa fosse tão bonita, mas porque era minha mulher”.

(Maria Adelaide Amaral in: Luísa (Quase uma história de amor). Ed. Globo, p. 119)

7 comentários:

  1. E assim segue em acordo invisível e prazeiroso..
    beijo Vanessa.

    ResponderExcluir
  2. Agora você verdadeiramente me impressionou.
    A frase em negrito é de uma argúcia trans-lúcida.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Eu queria arriscar...ou não... adoro seu blog!

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto e seu blog.Estou seguindo-o.
    Quando tiver um tempo, entre no meu blog, deixe um comentário, e se gostar, siga-o. Estou deixando um link do seu espaço lá.
    Parabéns pelo ótimo trabalho!
    Atenciosamente. Adriano MB.

    ResponderExcluir
  5. ...desejo, tão grande quanto a impossibilidade de satisfazê-lo naquele instante...

    Intenso!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now