domingo, 30 de janeiro de 2011

Chocante - sorrisos e frieza


"Você tinha um sorriso chocante, Laura. Em certas ocasiões, parecia tão feliz que era chocante. E às vezes, Laura, em sua raiva congelada por alguma coisa, qualquer coisa, você era fria e arrogante de maneira igualmente chocante."

(Josephine Hart in: Abandono. Ed. Record, p. 19)

14 comentários:

  1. na inevitável avaliação que sempre fazemos daqueles com quem nos cruzámos, o sorriso será sempre o último dos critérios :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  2. Que delícia, Laura podia se expressar e pelo jeito sabia como fazê-lo. Isso acabaria com muitos "amigos" mas também faria um bem danado a longo prazo.

    Queria ser um pouco Laura as vezes...

    ResponderExcluir
  3. Eita que vontade de continuar lendo!

    ResponderExcluir
  4. Quem é intenso, geralmente é para os dois lados. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Um característica que permanece nos momentos doces e amargos de uma pessoa é uma característica deveras chocante.

    ResponderExcluir
  6. Quem dera fôssemos todas Lauras chocantes e verdadeiras...Beijos, Vanessa.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, nossa, minha cara. Hahaha.
    Adoreei (:

    ResponderExcluir
  8. Adoro pessoas intensas. odeio o morno.
    Adorei ela....Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  9. Na realidade às vezes acontece isso...felicidade enorme nos outros parece chocante, mas penso que, quando não nos sentimos nem um pouco felizes; choca-nos, mas não deveria; a raiva, quando somos autênticos transparece e choca; arrogância choca, a mim, pelo menos, choca sempre; sorrisos não deveriam chocar nunca, mas às vezes são sorrisos na hora errada, são inconvenientes e chocam. Beijinhos e uma boa semana
    Emília

    ResponderExcluir
  10. Diz o Carpinejar que só somos educados quando estamos mortos!

    ResponderExcluir
  11. Ou melhor, só somos educadAs quando estamos mortAs!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now