quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

É numa casa que a gente se sente só. Não do lado de fora, mas dentro (Marguerite Duras)


"É numa casa que a gente se sente só. Não do lado de fora, mas dentro. Em um parque, há pássaros, gatos. E de vez em quando um esquilo, um furão. Em uma parque a gente não está sozinha. Mas dentro da casa a gente fica tão só que às vezes se perde. (...) Compreendi que eu era uma pessoa sozinha com a minha escrita, sozinha e muito distante de tudo. Isso durou dez anos, talvez, não sei mais, raramente contei o tempo que passei escrevendo e qualquer outro tempo."

(Marguerite Duras in: Escrever. Ed. Rocco, p. 13)

15 comentários:

  1. Sim...a pior solidão é a solidão acompanhada,
    Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  2. Teresinha Oliveira27 de janeiro de 2011 18:09

    Solidão não é sinônimo de tédio.Às vezes, é melhor espanar as pessoas como se espana o pó. Fica mais fácil respirar.

    ResponderExcluir
  3. Vezenquando (como diz Luisa) a solidão é boa companhia.

    ResponderExcluir
  4. Marguerite era alguém bem especial, que sentia e devorava a vida, com uma solidão que por vezes muitos não entendem.

    bj

    ResponderExcluir
  5. Dependendo de como é encarada, a solidão permite que se foque em detalhes da vida. Ser sozinho com a própria escrita, ter distância da vida pode permitir um olhar analítico sobre ela.

    ResponderExcluir
  6. Lindo esse texto..amei. e de facto bem verdade ..bjs..

    ResponderExcluir
  7. eu já me senti tão sozinho na rua, solidão de quilometros,


    beijo

    ResponderExcluir
  8. Gosto de estar sozinha, gosto da minha companhia, mas acho que ficar sozinha o tempo todo não é bom como ter a presença de outros o tempo todo também não é.

    ResponderExcluir
  9. Pensando...
    a escrita está sempre
    acompanhada da solidão,
    de tudo na verdade...rs
    é o refúgio! =)

    ResponderExcluir
  10. Lindo texto!
    A solidão não é ruim, mas é péssima quando se sente vivendo com pessoas ao seu lado em um mesmo teto ou como diz a canção:
    "a dois na cama".
    abraços,
    Paulo

    ResponderExcluir
  11. Quando morrer quero ser enterrado do lado da Duras, lá no Montparnasse.

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto de ficar "sozinha e muito distante de tudo"... mas, não todo tempo e nem pocuo tempo... só o tempo bom para mim...

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now