sábado, 29 de janeiro de 2011

As mulheres podem ser terrivelmente rancorosas, ele concluiu


“Ele nunca soube explicar o que acontecera. A verdade é que não lembrava, não lembrava, dissera à mulher, ela não disse, mas estava claro que nunca o perdoaria. E nunca o perdoou. As mulheres podem ser terrivelmente rancorosas, ele concluiu.”

(Carola Saavedra in: Flores Azuis. Ed. Companhia das Letras, p.34)

14 comentários:

  1. São rancorosas as vezes, porém muito meigas também, é um equilibrio interessante e que nos apaixona cada vez mais.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Concordo...a gente pode até perdoar, mas não esquece.

    ResponderExcluir
  3. ...ouvi uma frase nos X-man I (o filme) bem marcante a muito tempo atras bem no final do filme e esta foi a sorteada:
    "Não existe nada pior no mundo que uma mulher vingativa..." (ou algo similar).
    :P rs

    Deixo aqui meu apreço pelos seus posts "bem diferentes" (pelo menos ao meu ponto de vista) além de um beijo e um super abração!
    :D

    ResponderExcluir
  4. As mulheres são sempre uma surpresa...
    Um bj

    ResponderExcluir
  5. Mas será porque as mulheres podem se tornar rancorosas? O rancor seria portanto uma questão de gênero?

    ResponderExcluir
  6. ...rancorosas, amigaveis, leais com todos seus vice & versas são maravilhosas! :D
    São Mulheres. :D

    ResponderExcluir
  7. Mulheres são contradições ambulantes...

    ResponderExcluir
  8. e os homens acreditam, até à última, que sabem lidar com o rancor das mulheres :)
    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Rancor é não perdoar ou não QUERER perdoar?

    ResponderExcluir
  10. Já provei na carne deste terrível rancor. Ao mesmo tempo em que sempre me parece que no próximo passo podem, quase que milagrosamente, circundarem toda uma situação, tal um rio que cerca os obstáculos que precisa transpor, e perdoarem.

    ResponderExcluir
  11. 78% das mulheres dizem ser rancorosas, os outros 22% são mentirosas.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now