quarta-feira, 6 de abril de 2011

há uma coisa para preencher a diferença

"E ainda nos casos em que a multiplicação dos poucos méritos pessoais pelo amor-próprio não baste para assegurar a cada um a dose de felicidade, superior à concedida aos demais que lhe é necessária, há uma coisa para preencher a diferença: a inveja. E se a inveja se expressa em frases desdenhosas, cumpre traduzir "não quero conhecê-lo" por "não posso conhecê-lo". Esse o sentido intelectual da frase, mas o seu sentido passional é realmente "não quero conhecê-lo". Sabe-se que isso não é verdade; e no entanto não é dito por mero artifício, é dito porque é sentido, e já isto basta para anular a distância, isto é, para tornar feliz."

(Marcel Proust in: Em busca do tempo perdido vol. 2 - À sombra das raparigas em flor.Tradução de Mario Quintana. Ed. Globo, p. 415-416) 

4 comentários:

  1. Boa noiteee...
    Adoreii o post, as palavras, lindo, lindo!

    Um recadinhoo importante, que contempla todos nós, poetas da vida:

    " A maior aventura do ser humano é viajar.
    E a maior viagem que alguém pode empreender, é para dentro de si mesmo.
    E o modo mais emocionante de realiza-lo, é ler um livro,
    pois o livro revela que a vida é o maior de todos os livros,
    mas é pouco útil para quem não sabe ler nas entrelinhas e
    descobrir o que as palavras não disseram."


    Augusto Cury

    ♥____________Mih ઇઉ

    http://trevisanimichelle.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Qual o sentido da felicidade? E quando sentimos a tal, como ficamos? O que procuramos depois de encontrá-la?
    Eu não sei.

    ResponderExcluir
  3. Talvez, Proust soubesse que ao conhecermos o efeito que causamos em nosso interlocutor, a tendência é de que tentemos nos esconder nossa fraqueza através da linguagem; parecer forte, é saber causar o efeito noutrem; mas ser forte, de fato, é demonstrar nossos sentimentos, e ousar conhecer o nosso mundo interior para procurar 'o tempo perdido' em nossas memórias.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now