sábado, 23 de julho de 2011

porque se perdera na história como a água na areia

“(...) ela chorou porque se lembrou daquele homem de Cholen e subitamente não tinha certeza de não tê-lo amado com um amor que não havia percebido porque se perdera na história como a água na areia e só agora encontrava, no momento em que a música era lançada através do mar.”

(Marguerite Duras in: O amante. P.93)

4 comentários:

  1. água e areia envolvem as vagas deste soberano (a)mar,


    beijo

    ResponderExcluir
  2. Quem chora no meu ombro eu juro que não vai embora...

    ResponderExcluir
  3. é isso que eu vou fazer lá fora.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now