domingo, 19 de dezembro de 2010

Um bocado de tempo


“- Nunca mais o verei?
- Nunca mais é muito tempo.”

(Do filme: Os Brutos Também Amam)

13 comentários:

  1. "Nunca mais" é muito tempo...na verdade é mais eu muitas vidas.

    bjocas

    Nina

    www.devaneios-fragmentos.blogspot.com
    www.tempestade-floresnocaminho.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Sabe... acho bom nunca mais, tão intenso quanto para todo sempre.

    ResponderExcluir
  3. pergunto-me qual seja o tempo medido, então?
    p.s. ainda hoje guardo comigo o teu último comentário lá no viagens: "Sonhos não se escondem, estão ali para nos lembrar da impossibilidade."
    um beijo!

    ResponderExcluir
  4. Tenho muito medo do "nunca mais"
    Um bj querida amiga

    ResponderExcluir
  5. Vanessa,

    Nunca é nada por o nada não existe.

    Adorei esta frase, embora o título do filme não seja por certo o que passou em Portugal.

    bj

    ResponderExcluir
  6. Admiro os "nunca mais" que se concretizam de fato, embora seja um inimigo declarado de tal penitência profunda.

    ResponderExcluir
  7. Nunca durante o mesmo que sempre. Aliás, qual é a diferença?

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now