quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Para além do Édipo


“Nosso tempo pede um “software” que opere além do Édipo. (...) Para a psicanálise, agora, “esperar não é saber” – como cantou Vandré. Considerando que o saber será sempre incompleto, pela psicanálise podemos precipitar o tempo da conclusão e agir antes. Decidir, no século XXI, conta com a palpitação do coração.”

(A invenção do futuro, Jorge Forbes, Ed. Manole, p. 9-10)

12 comentários:

  1. Bom isso... Agir antes... Será que estamos - de fato - evoluindo ou isso é uma utopia? Seu blog é inspirador... bjs e bom fim de ano!

    ResponderExcluir
  2. Saber incompleto e ações precipitadas... dá medo.
    Um bj querida amiga.

    ResponderExcluir
  3. palpita-me que as agitações do coração só ajudam a decidir o que é irreversível ou inócuo...

    ResponderExcluir
  4. Nossa que máximo seu blog!
    Psicanálise sempre me atrai, faço um curso sobre isso e me chamou atenção a questão do édipo no seu post.
    Já estou te seguindo, espero que nos "acompanhemos" hahaha
    beijo grande

    ResponderExcluir
  5. deixa o coração palpitar...palpitar.

    ResponderExcluir
  6. Porque o inconsciente de hoje não é mais o inconsciente freudiano.

    ResponderExcluir
  7. Porque o inconsciente de hoje também é o inconsciente freudiano....com outra roupa, talvez?

    ResponderExcluir
  8. É, Ana... pensando melhor, acho que sua definição foi mais precisa.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now