quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Nada, muito - Clarice Lispector


"Não me pedindo nada, me pedia demais".

(Conto "O crime do professor de matemática", do livro "Laços de Família", Clarice Lispector)

10 comentários:

  1. Porque nada e tudo são irmãozinhos.

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei seu blog!Originalíssimo! Vou seguir!

    ResponderExcluir
  3. Eis a Sutileza de clarice lispector.

    beijo-te !

    ResponderExcluir
  4. Se o NONADA era tudo!...
    Imagina o NADA da Clarice!...

    Adoro =)

    ResponderExcluir
  5. Esgotados todos os comentários, apenas dizer que nunca será demais ler e aprender com Clarisse.

    bj

    ResponderExcluir
  6. E como tudo se torna dificil assim. Bjo.

    ResponderExcluir
  7. É a densidade do nada, que muitos subestimam.

    ResponderExcluir
  8. que contradição, hein?!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now