quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

desbastando as arestas ásperas e as passagens difíceis



"(...) e pensou tudo de novo, desbastando as arestas ásperas e as passagens difíceis, as pontes de ligação que se erguiam acima de suas próprias dúvidas, assim foi aperfeiçoando seu argumento, e, enquanto o fazia, sentiu a ira avolumar-se de novo. Esta chegava ao ápice, e não faria sentido dizê-la."

(Ian McEwan in: Na praia. Ed. Companhia das Letras, p. 106)

2 comentários:

  1. Sei bem o que é isso...

    ResponderExcluir
  2. O autocontrole é uma grandeza. Sempre. Não há exceção.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now