terça-feira, 31 de janeiro de 2012

ah, como tinha vontade de dizer - Milan Kundera

Índia song
"Tinha vontade de dizer-lhe, como a mais comum das mulheres: não me deixe, me guarde perto de você, me escravize, seja forte! Mas eram palavras que não podia e não sabia pronunciar.
Quando ele afrouxou o abraço ela apenas disse: - Como estou contente de estar com você! - Com sua natural discrição não podia dizer mais do que isso."

(Milan Kundera in: A insustentável leveza do ser. Ed. Record, p. 104)

7 comentários:

  1. é assim que se perdem os amores e se ganham amigos eternos...

    ResponderExcluir
  2. A vaidade humana impede a leveza sincera de um grande amor...

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga

    E as vezes,
    no silêncio do
    que não foi dito,
    o que poderia ter sido,
    se perde
    de nós,
    sem caminho de retorno...


    Que cada dia de tua vida,
    seja um encontro ou reencontro
    com a alegria.

    ResponderExcluir
  4. E como aprisionamos vontades! Bj

    ResponderExcluir
  5. Saber ler é fácil, agora entre-linhas...
    :)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  6. Torcer, nesses casos para que o outro saiba ler o dito sem palavras.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now