sexta-feira, 28 de maio de 2010

Sobre o narcisismo


"Quando o narcisismo se instala mal na criança, é (re)editado para toda a vida. O que não se resolveu lá atrás, há que se resolver aqui hoje".
(Vanessa Souza)

14 comentários:

  1. edição-outono-inverno? rs.

    adorei =D

    sim sim, estou com ele aqui.
    na verdade, nem comecei a leitura, mas não resisti e fui postar uns fragmentos.

    comecei a sentir as folhas e quando vi, lá estavam meus olhos parados em certas páginas...


    foi o meu melhor presente de aniversário este ano :)

    vai vê-lo?
    tu é chique, hein? rs

    beijão =)

    ResponderExcluir
  2. Narcisista aqui. Quer explicar melhor?

    ResponderExcluir
  3. O moço que nunca li foi o Fernando Sabino.
    li um fragmento que postou aqui, e me deu uma vontade de ter algum livro nas mãos...

    Eu baixei um livro da Inês. Na verdade dois. (Fazes-me falta e A Instrução dos Amantes). Porém, não conseguir ler ainda. Tenho uma resistência para ler no pc. Demoroooo... nunca finalizo.

    Ahh menina, Carpinejar é uma delícia. Ando para comprar um livro dele, esqueci o nome agora por sinal, rs.

    Leio outras coisas de ousada que sou. Tenho tanta coisa para estudar, mais é tantos livros... daí olho para minha mini-estante e dá vontade de devorar tudo =)

    fora a biblioteca da faculdade que me deixa doida.
    Dias atrás descobri um livro de Crônicas de Cecília Meireles. Um encanto *.*


    Ah, imagino o quanto você deve gostar desse trabalho :))

    ResponderExcluir
  4. Meio copo

    Narcisismo é um conceito criado pelo Freud, a partir do mito grego de narciso. Narcisismo é uma fase estruturante no bebê. Lacan trata disso no texto "O estádio do espelho como formador da função do eu". Para ser bem didática - e um pouco superficial, que não me alongarei aqui - é quando o bebê começa a descobrir que é um ser separado da mãe e se identifica com outros seres. A forma como a criança lida com isso, bem ou mal, tem reflexos na sua vida.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Vanessa,

    Identificando-me como narcisista, tinha ideia disso, o que não tinha percebido era o sentido de "(re)editar". leia-se "reviver", então. Vou investigar esse texto de Lacan.

    ResponderExcluir
  6. Ah, então é por isso. rs rs

    Lembrei-me de nossa conversa há poucos dias: o narcisista esconde sob uma aparente autoestima um ego bastante fragilizado, um vazio de dar dó. Quem se identifica por aqui? Alguém? Alguém? Eu! kkk

    ResponderExcluir
  7. acabo de ver, no cinema, o excelente "o retrato de dorian gray" produção inglesa baseada na obra de oscar wilde. nem de propósito... o endeusamento do corpo implica a amotinagem da alma...
    um beijinho!

    ResponderExcluir
  8. No meu 'lá atrás' existem inúmeras coisas não resolvidas. Algumas eu tenho preguiça de resolver.

    ResponderExcluir
  9. lindo lindo!
    belas palavras *.*

    beiijo

    ResponderExcluir
  10. O detalhe é que surge de uma forma "inocente" e se não for trabalhada de maneira adequada pode ser algo muito prejudicial e realmente necessita de ser resolvido na fase adulta.

    bjs

    ResponderExcluir
  11. o retorno do recalcado!
    (até parece nome de filme...rs)

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now