segunda-feira, 31 de maio de 2010

sai da minha vida como se fugisse de um filme que já ficou longo demais


"Eu me ofereço para levá-la, mas ela prefere que e chame um táxi. Vou ao telefone e peço um. Ficamos sentados, esperando em silêncio. Ela apóia a cabeça no meu ombro. Sinto-a no meu sangue por séculos. O interfone toca. Não quer que eu desça com ela. Acompanho-a até a porta. Não quer perguntas sobre o dia seguinte. Fica empinada nos saltos para me beijar e no mesmo instante sai da minha vida como se fugisse de um filme que já ficou longo demais. O som de seus saltos se afasta pelo corredor".

(Técnicas de masturbação entre Batman e Robin, Efraim Medina Reyes, p. 55)

16 comentários:

  1. Vanessa...

    As fugas apressadas, antecipam sempre um regresso precipitado!
    O amor tem um tempo que não se mede pelos ponteiros de um relógio...

    Beijos
    AL

    ResponderExcluir
  2. Vanessa...

    A cor dos olhos pouco importa... importa muito mais o que eles dizem!!!

    Beijosss
    AL

    ResponderExcluir
  3. ... Gosto de olhos verdes! Vejo neles um certo enigma, um inexplicável fascinio. É verdade!

    Beijos
    AL

    ResponderExcluir
  4. Concordo que, talvez, Marcel Proust tenha se equivocado. Pois não há "o que' se buscar em tempos perdidos. Mas recordar faz parte desta viagem alucinante chamada VIDA. E não existe alguém que não traga no recondito de sua alma lembranças de "tempos perdidos", como mensionei no texto...saudades daqueles tempos em que nada era tudo...
    Beijos carinhosos

    Aryane Pinheiro

    ResponderExcluir
  5. "Tecnicas de masturbação entre batmam e robin" é sério???
    KKKKKKKKKKKKK

    Arayen Pinheiro.:

    ResponderExcluir
  6. efraim é, in my opinion, o melhor escritor da atualidade. adoro.

    te linkei no on the rocks.

    bj

    ResponderExcluir
  7. Olá Vanessa
    Gostei muito do seu blog, a começar pelo título.
    voltarei sempre.
    abs
    fantini

    ResponderExcluir
  8. Que máximo esse trecho. Fiquei querendo ler, para entender o contexto.

    La Dolce Vita!!!!

    ResponderExcluir
  9. "Fica empinada nos saltos para me beijar e no mesmo instante sai da minha vida como se fugisse de um filme que já ficou longo demais. "

    adorei!

    beiijo
    *.*

    ResponderExcluir
  10. E, então, chegou o Batman e foram felizes para sempre... Além, substancialmente, do que saltos-altos têm de servir para alguma coisa além de infernar a vida dos moradores de baixo... Estranhos sons para dizer adeus!

    Beijão, Vanessa!

    ResponderExcluir
  11. Amei... O importante é sentir, como: lerei mais sobre estas técnicas!Beijos

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now