domingo, 25 de julho de 2010

Traga-me



"(...) Traga-me o medo da escada de caracol.
(...) Traga-me a aparência de quem não chegou a tempo.
(...) Traga-me a salvo o ainda que não abrimos juntos".


(Crônica "Pedido", in: O Amor Esquece de Começar, Carpinejar, p.117)

8 comentários:

  1. Você tem um raro talento para encontrar textos poucos usuais. Menina arguta ...

    ResponderExcluir
  2. Ah essa tal espera...

    Adoro suas escolhas,Vanessa!

    Beijinhos :)

    ResponderExcluir
  3. Paulinho Moska + Carpinejar....combinação que eu tb adoro demais!!! =)
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. aquilo que o ser afoito ainda não desembrulhou, tão bonito.

    ResponderExcluir
  5. Bem surreal. Diferente de tudo que costumo ler nessa blogosfera. Gostei do seu espaço. É curioso e inteligente. Parabéns. Obrigada pela visita ao Arca. Volte sempre, será muito bem recebida. Beijos e ótima semana.

    ResponderExcluir
  6. Escada de caracol me faz ir longe nas associações...rs.

    ResponderExcluir
  7. oxalá do outro lado não se escute um flamejantemente gélido "olha, vai lá tu buscar".
    um abraço!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now