sábado, 10 de julho de 2010

O gosto estranho das palavras que brincamos


“Imagino como seria te amar

teria o gosto estranho das palavras
que brincamos
e a seriedade de quando esquecemos

quais palavras

imagino como seria te amar:
desisto da idéia numa verbal volúpia
e recomeço a escrever
poemas”.

(Ana Cristina Cesar)

4 comentários:

  1. Como seria? Séria? Palavras em série?

    ResponderExcluir
  2. "imagino como seria te amar: desisto" - mais moderno, impossível.

    ResponderExcluir
  3. escrever poemas é melhor.

    pelo menos dói menos, cansa menos...

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now