domingo, 14 de março de 2010

Imaginação que embriaga


"As tardes que passamos juntos, rosto colado contra rosto, forjando planos que na verdade nunca se realizaram, mas que embriagavam só de serem imaginados".

(Crônica da casa assassinada, Lúcio Cardoso, p. 286)

7 comentários:

  1. Show, estou acompanhado teu Blog. um abraço.

    ResponderExcluir
  2. embriagavam só de serem imaginados... =)
    Meu Deus, isso acontece MUITO comigo ^^

    ResponderExcluir
  3. Vanessa,

    que bela imagem! E minha imaginação foi ao topo. O possível sobre o impossível dela em simultâneo com o dele. Rosto colado, descrito brilhante que abrilhanta belas manhãs, a minha manhã particular. E meu pedido se aflora: Amor, olhas bem, olha nos meus olhos ternos e voltarei a saber como se formam as palavras, pelo amanhecer claro que os teus olhos trazem.

    Abraços,

    Priscila Cáliga

    ResponderExcluir
  4. Certos planos foram construídos em segundos dentro de um olhar que por sua vez nos acompanha para sempre.

    ResponderExcluir
  5. Vanessa, é um prazer entrar em seu blog e já de cara ler um trecho tão intenso e real. Vi que você se tornou seguidora de um antigo blog que tinha (The Impulsive Carter - www.theimpulsivecarter.blogspot.com), e aqui estou para lhe fazer um convite. Caso se interesse, vá até meu novo espaço de criação e compartilhe suas opiniões sobre os temas que abordo que, por sinal, são idênticos aos seus: os sentimentos.


    www.fantasiandoarealidade.blogspot.com

    Seus posts são inspiradores.

    Grande abraço.


    Carter.

    ResponderExcluir
  6. adorei o post!bela frase;)
    bjos
    mah

    ResponderExcluir
  7. Os planos serem realizados é o de menos... Bom mesmo é a arquitetura dos mesmos, melhor ainda a dois.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now