segunda-feira, 29 de março de 2010

Não. Nem.


"Não há maldade na paixão.
Nem qualquer coisa parecida com bondade".

(Amores Freudianos, Alberto Goldin, p. 82)

Imagem: Pollock.

3 comentários:

  1. Gosto muito de Pollock e da forma como ele não separou sua vida de sua arte.

    ResponderExcluir
  2. PQP!!!
    Adorei essa frase; odeio maniqueismos, e concordo com Goldin em gênero e grau.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now