segunda-feira, 8 de março de 2010

Mas a vida está sempre tentando afirmar-se


"A análise é abandono - e quem quer abandonar-se? Ninguém. Lutamos até não termos nenhuma outra opção, até a dor ser tão grande que somos obrigados a isso. O ego deseja um poder bruto - e dane-se a saúde. O ego prefere a morte ao abandono. Mas a vida está sempre tentando afirmar-se. Continuamos a tropeçar nos mesmos blocos até que um dia, após algum desembaraçamento trivial, o chão parece livre o suficiente para andarmos um pouco sem tropeçar".

(Medo dos cinqüenta, Erica Jong)

3 comentários:

  1. É isso mesmo!
    Tem um quê de desistir...

    ResponderExcluir
  2. Caraca! "O ego prefere a morte ao abandono"... Eu quero muito ler esse livro!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now