terça-feira, 26 de outubro de 2010

A vida é boa, afinal - ao menos ontem e hoje - quem sabe amanhã?


"Viver é bom demais, dear Deep. E veloz, meio gincana, às vezes. Pegue tudo a que você tem direito, e nós temos direito a absolutamente tudo de bom".

(Caio F. em Para sempre teu, Caio F, Paula Dip, p. 405)

P.S.: ainda em terras frias, porém, com afeto desmedido que aquece.

4 comentários:

  1. Ah! Esse direito inalienável à felicidade. Concessão do Todo pra parte, parte de todas as coisas. Parte, com isso então, a tristeza.

    ResponderExcluir
  2. A dor e a delícia de cada coisa...paradoxo, tudo que é vivo.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now