domingo, 31 de outubro de 2010

Muita habilidade para a vida. Ou muito sentido pragmático


“Enfim, esses ciúmes de mulher. Que eu nunca entendo porque são polvilhados de um egoísmo vulgar, de bolero barato. Só se deve ter ciúme do que vale a pena, do que é verdadeiramente importante. Não devemos desgastar-nos sentindo ciúme de tudo. Mas as mulheres não pensam assim. São capazes de sentir ciúme do ao mesmo tempo e com igual intensidade e veemência do marido, do amante, e de dois namorados. Têm muita habilidade para a vida. Ou muito sentido pragmático”.

(Pedro Juan Gutiérrez)

8 comentários:

  1. Rsrss mulheres são sempre uma caixinhas de surpresas...somos capazes de tudo e mais um pouco!

    ResponderExcluir
  2. Aaaaah, que ótimo! Muito sentido pragmático....E muita habilidade para a vida!

    ResponderExcluir
  3. "Só se deve ter ciúme do que vale a pena, do que é verdadeiramente importante."
    para quê tê-los dos homens, afinal? :)

    ResponderExcluir
  4. Ia falar algo mas o Pimenta disse melhor até.

    ResponderExcluir
  5. Tinha postado esse trecho no meu blog há algum tempo. Embora não entenda bem esse sentimento, da observação sou obrigada a concordar com Pedro Juan!

    ResponderExcluir
  6. Bolero barato. Nesse caso, penso como homem.
    E senso pragmático, quem tem, é o pp Gutiérrez, concorda?

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now