terça-feira, 26 de outubro de 2010

somando as incompreensões, é que se ama verdadeiramente


"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões, é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil".

(Do conto "Perdoando Deus", de "Felicidade Clandestina", Clarice Lispector)

9 comentários:

  1. Nunca li o conto, mas tenho por Clarice um apreço enorme.

    ResponderExcluir
  2. amores exatos como dois e dois: doidos

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Eu adoro esse trecho, manita. Aposto que tá passando um frio compreensível aí.

    Bisousaudades.

    ResponderExcluir
  4. Para quem diz que a neurose é matemática....
    :)7

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now