quarta-feira, 29 de setembro de 2010

as borbulhas me lembrando detestáveis noites de Ano Novo


"(...) quero que esta seja uma tarde perfeita, eu não digo nada, seu beijo é frouxo e escorregadio, interminável. A língua passa ácida e trêmula pela minha boca e eu penso que deve ser como comer ostras, o líquido escorrendo pelos cantos dos lábios, as gotas de limão a e massa gelatinosa, contorcendo-se dentro da concha recém-aberta, imagino também caranguejos, caranguejos sendo escaldados vivos na cozinha de um restaurante...
(...) A música continua, o cantor afirma repetidas vezes que o amor que ele sente é infinito como o horizonte, o amor dele por você, meu amor enquanto dedos grossos procuram sofregamente o zíper do meu vestido. Eu não me mexo, não era isso o que eu queria? e agora ali fazendo-me de sonsa. Felizmente a campainha que toca, o champanhe francês que chega. Respiro aliviada.
(...) volta com a garrafa e duas taças alongadas, abre o champanhe com a destreza de quem só fez isso na vida, as borbulhas me lembrando detestáveis noites de Ano Novo, a nós eu repito e bebo o líquido de um gole só.
(...) a bebida grudada ao corpo, uma língua fina e áspera grudada ao corpo. Uma língua bífida e inquieta, ou mesmo uma língua de boi, pesada, arredondada sobre o balcão, repleta de relevos como a sola de um sapato, longa como um salmão acinzentado....
(...) Os beijos continuam, tento concentrar-me em outra coisa, viro o rosto...
(...) Examino-me no espelho: o rosto pálido e a maquiagem borrada outorgam-me um ar de diva de filme mudo antes de encontrar-se com Jack o estripador.
(...) diz ele enquanto alisa o meu braço, digo que sim, ele continua agora alisando o meu ombro, sua mão suada como um pedaço de borracha sobre a pele, uma lixa, a mão pedra-pomes".

(Do conto: "Happy Hour", in: Do lado de fora, Carola Saavedra, Ed. 7 Letras)

4 comentários:

  1. Oi...nossa...que incrível!

    Parece que era em mim...me transportei para o texto...

    Muito bom....mas que nojo daquela mão..ahhh!

    bjos!

    Zil

    ResponderExcluir
  2. Olha a Amígdala atuando.
    Que coisa hein! Enquanto as mãos passeavam a guria divagando!Rs
    Bjkss Vanessa e parabéns pelo novo espaço.

    P.S: Já sinto falta do antigo blog com cheirinho de comida!

    ResponderExcluir
  3. demorei ,mas cheguei,

    Nossa que guria apática. oO

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now