sexta-feira, 26 de novembro de 2010

havia apenas uma coisa pior do que Caio F. apaixonado: era ele estar sem uma paixão


"(...) havia apenas uma coisa pior do que Caio apaixonado: era ele estar sem uma paixão. Nunca vi alguém tão dedicado à arte do encontro, tão desejoso de uma relação. E tão incapaz de mantê-la".

(DIP, Paula. Para sempre teu, Caio F. Rio de Janeiro, p. 221, Record, 2009)

13 comentários:

  1. Não é esta a verdade pra todos? Cair no abismo nos faz voar, é melhor que estar a beira dele. Um Beijo.

    ResponderExcluir
  2. .

    Foi exatamente essa sua necessidade de amar que fez com que ele nos presenteasse tão lindamente com sua escrita poética e envolvente. Grande conhecedor da alma humana. Minha maior paixão!

    Gostei da frase acima: "Cair no abismo nos faz voar, é melhor que estar a beira dele."

    Beijo

    .
    .

    ResponderExcluir
  3. Se estamos sem paixão, devemos inventar uma.

    ResponderExcluir
  4. Sou apaixonada pelo Caio, suas palavras são de uma intensidade absurda, puro sentimento!
    Não há como não se identificar!
    Passando para retribuir a visita e conhecer o teu "cantinho". E já que és "especialista em ilusões perdidas" ainda teremos muitooOOO o que conversar
    rsrs
    Sigo te lendo!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Pronfundo e verdadeiro... as verdades são bofetadas que devemos levar para nos darmos conta de que sem elas não seriamos capazes de perceber que o amor e a desilusão são parentes próximos.

    ResponderExcluir
  6. Mais doloroso do que perder um amor é nunca ter conseguido amar!

    ResponderExcluir
  7. Teu blog é maravilhoso.... tudo que tem aqui tem haver comigo.... coração agradece pela visita assim tenho o privilégio de ficar apaixonado neste espaço profundo da arte.

    ResponderExcluir
  8. A necessidade de amar é inerente aos poetas.

    ResponderExcluir
  9. Ele vivia farto do lirismo e do amor comedidos, do lirismo e do amor bem comportados. Vivia farto do amor - e suas vertentes - de tanto que dele se alimentava. Manuel Bandeira o entenderia.

    ResponderExcluir
  10. Já disse que amo o Caio F. de Abreu?!

    :*

    ResponderExcluir
  11. Oi Menina Vanessa!!

    Quando penso que já li o melhor de Caio Fernando Abreu, me deparou com textos como esse e ele passa a ser o melhor texto que já li na minha vida. Caio é indescritível. Ele sabe transformar em palavras tudo aquilo que carregamos dentro da gente e que fica nos apertando...Ler Caio é uma chance de nos liberarmos dessas dores! Parabéns pelo blog. Está belíssmo!

    Um pedacinho do texto(Coração) que li...pra vc e para Luíza rsrs.. com carinho!!

    ..Meu coração é uma sala inglesa com paredes cobertas por papel de florzinhas miúdas. Lareira acesa, poltronas fundas, macias, quadros com gramados verdes e casas pacíficas cobertas de hera. Sobre a renda branca da toalha de mesa, o chá repousa em porcelana da China. No livro aberto ao lado, alguém sublinhou um verso de Sylvia Plath: "Im too pure for you or anyone". Não há ninguém nessa sala de janelas fechadas...

    Um ótimo final de semana pra vc querida
    que bom que estás bem!!

    bju com carinho de sua amiga q te admira

    ResponderExcluir
  12. Bah, que livro delicioso! Devorei! rs

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now