sexta-feira, 23 de abril de 2010

Com ela, nada podia ser morno. - dia Luísa



"Porque era insuportável a oposição entre a vida morna e a memória de Luísa. Com Luísa, nada podia ser morno.
Eu sorria, ela sorria. Éramos dois adversários à altura. Dois lutadores sempre prontos para o combate, com ligeiras tréguas de vez em quando, paradas necessárias para tomar fôlego e recomeçar.
E eu sempre tinha forças. Minha resistência era inesgotável com Luísa, apesar de o jogo ser quase sempre duro, arriscado, quase mortal".

(Luísa (Quase uma história de amor), Maria Adelaide Amaral, p. 107)

6 comentários:

  1. Bom dia, Vanessa, gosto muito de Maria Adelaide Amaral.Tem um questionário lá em meu bloguinho para você.Era para deixar este comentário ontem, mas minha internet estava uma droga.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Luísa me dá medo.... que bom!

    ResponderExcluir
  3. A vida é curta. Logo não pode ser vista de maneira "morna"...!

    ResponderExcluir
  4. ola muito bom o seu blogger, parabéns, gostei muito. visite meu blogger "coisa legal" tem bastante coisa legal, tem curso de hebraico, chinês, inglês, japonês, mapa do google, msn nick, cria texto avatar, criar relógio calendário, concurso publico, dicas de entrevista e currículo, emoticons, bbb ao vivo da camera no mundo inteiro, tem receita, tem tudo !!!!!!!!!!!!!! etc....
    espero a sua visita. e espero que você seja meu seguidor.

    http://www.bloglegalnovo.blogspot.com

    obrigado.

    muito bom seu blogger gostei.

    ResponderExcluir
  5. olha...essas luisas dão um trabalho... mas geralmente como seu nomes... elas são lindas...
    bjinhus

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now