sábado, 12 de novembro de 2011

Fragmento do leitor 21

(Carta 6)

17 de maio (de 1774)
" (...) Se tu me perguntas como são os homens aqui, eu te respondo que o são como por toda a parte. A espécie humana é uniforme. A maior parte trabalha uma boa porção do dia para ganhar a sua vida, e o pouco que lhe fica livre os atormenta, a ponto de procurarem todos os meios possiveis para encher o vazio. Ó destino humano! (...)"

("Os Sofrimentos do Jovem Werther", de J. W. von Goethe, na tradução anônima usada pela Ed. Hedra, São Paulo, 2006.)

Enviado pelo leitor Humberto Pereira do blog http://hpchumberto.sites.uol.com.br

5 comentários:

  1. "Os Sofrimentos do Jovem Werther", tenho esse livro. É um dos meus preferidos.

    ResponderExcluir
  2. Interessante. Concordo que há pessoas que não sabem viver sem trabalhar!! É como um vicio encrostado.
    Amei a fotografia.

    um beijo

    ResponderExcluir
  3. Também existe uma parcela (talvez pequena) que trabalho somente o necessário para poder desfrutar de todo o prazer possível, hehehe! (Melhor ainda quando o próprio trabalho pode ser um prazer, ou algum tipo de gozo, como o de pintar e escrever, por exemplo). Abraços alados!

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now