segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Helena de Lugar Nenhum


"Que sorte a minha", diz ele, olhando, assistindo. "Que sorte incrível a minha. A vida estava me devendo isso."
"É mesmo?"
"Não tem ninguém igual a você. Helena de Tróia."
"Helena de Lugar Nenhum. Helena de Nada."

(Philip Roth in: A marca humana. Companhia das Letras, p. 296)

Imagem: Pulp fiction

http://www.facebook.com/vencaluisa
http://www.vemcaluisa.blogspot.com.br/

2 comentários:

  1. Olá Vanessa, adoro teu blog. Quando puder dê uma olhadinha no meu: http://conversamolle.blogspot.com.br/. Fernanda.

    ResponderExcluir

So if you have something to say, say it to me now